Conteúdo

História da Galeria Uffizi | Símbolo do legado da família Medici

Uma das galerias de arte mais importantes do mundo, a história da Galeria Uffizi remonta a 1560, hoje a Galeria Uffizi é uma parte inestimável da cultura e da história italiana, com suas exposições exibindo uma variedade de obras de arte de diferentes épocas. Os visitantes podem não apenas apreciar a beleza e a habilidade necessárias para criar essas peças, mas também obter informações sobre os movimentos culturais que ocorreram durante esses períodos, tornando a Uffizi uma visita obrigatória tanto para os aficionados por arte quanto para os fãs de história.

Linha do tempo da Galeria Uffizi

1560: Cosimo I de Médici encomendou a Giorgio Vasari a construção da Uffizi como sede dos serviços administrativos e judiciais de Florença.

1574: após a morte de Vasari, o trabalho é assumido por Alfonso Parigi e Bernardo Buontalenti.

1581: Uffizi é inaugurada por Francesco I de' Medice como uma galeria de arte.

1769: foi aberta ao público graças ao Pacto Familiar de 1737.

1869: foi declarada museu nacional por Vittorio Emanuele II.

1943: sofreu grandes danos devido à Segunda Guerra Mundial, mas a maioria das obras de arte foi salva devido aos esforços de evacuação.

1965: passou por grandes reformas e expansões.

1989: o projeto de renovação da Nuovi Uffizi (Nova Uffizi) para modernizar os salões e aumentar o espaço de exibição é colocado em ação.

1993: em 27 de maio de 1993, a máfia siciliana realiza uma explosão de carro-bomba na Via dei Georgofili danificando partes do museu.

2021: após outra reforma que resultou na adição de 14 novas salas e na exibição de 129 obras de arte adicionais, Uffizi é reaberta!

História detalhada da Galeria Uffizi

Galeria Uffizi - História

As origens

Século XVI

Cosimo I de Médici encomendou a Giorgio Vasari a construção da Uffizi como centro administrativo e judicial de Florença, 13 escritórios dos magistrados foram transferidos para o andar térreo do edifício, enquanto o primeiro andar abrigava os escritórios administrativos e as oficinas do Grão-Ducado.

Foi construída uma passagem elevada entre o novo edifício e o Palazzo Vecchio, em 1565, por ocasião do casamento entre Francesco I e Joanna da Áustria, outra passagem foi construída entre o Uffizi e o Palácio Pitti. O edifício foi concluído por Alfonso Parigi e Bernardo Buontalenti após a morte de Giorgio Vasari.

Francesco I de' Medici, que foi o Grão-Duque de 1574 a 1587, criou o primeiro arranjo de museu na Galeria no segundo andar, onde agora são exibidas obras renascentistas icônicas de Botticelli e Da Vinci.

Galeria Uffizi - História

Do escritório ao museu

Século XVII

Durante os anos 1700, a Uffizi começou a tomar a forma que tem hoje, entre 1658 e 1679, durante o reinado de Ferdinando, foram pintados afrescos nas paredes do corredor oeste.

Entre 1696 e 1699, o Grão-Duque Cosimo III decorou o corredor com vista para o rio Arno com afrescos religiosos.

Cosimo III também foi responsável pela transferência de algumas das mais famosas estátuas antigas, como a Vênus de Médici.

Galeria Uffizi - História

Abertura da Uffizi ao público

Século XVIII

Em 1737, o Grão-Duque Gian Gastone faleceu sem deixar herdeiros, marcando o fim da dinastia Médici, em 1735, as potências européias concordaram em conceder o Grão-Ducado da Toscana a Francisco, Duque de Lorena, que era casado com Maria Teresa Habsburgo, o herdeiro do trono imperial.

Em 1743, a última Médici, Anna Maria Luisa de Médici, assinou o Pacto Familiar que legou tudo ao estado da Toscana e garantiu que nenhuma das obras de arte deixaria Florença. O museu, tal como o conhecemos, foi inaugurado em 1769, embora algumas obras tenham sido transferidas para outros museus em Florença.

O sucessor de Francesco, Leopoldo II, Grão-Duque da Toscana, abriu a Galeria ao público em 1769, ele encomendou a Zanobi del Rosso a criação de uma nova entrada para o museu. Giuseppe Pelli Bencivenni e Luigi Lanzi foram encarregados de reorganizar a coleção com base em uma lógica racional e educativa. Em 1779, a Sala Niobe, de estilo neoclássico, foi projetada por Gaspare Maria Paoletti para abrigar o antigo grupo de estátuas representando Niobe e seus filhos, retiradas da Villa Medici em Roma.

Galeria Uffizi - História

Uffizi se torna um museu nacional

A Galeria Uffizi passou por grandes reformas no século XIX, em 1849, Vittorio Emanuele II declarou a Uffizi um museu nacional e durante esse período, a galeria foi enriquecida com importantes obras de arte, como O Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli, e A Anunciação, de Leonardo da Vinci.

Entre 1842 e 1856, Leopoldo II encomendou 28 estátuas que retratavam figuras toscanas famosas da Idade Média até o século XIX, elas foram colocadas nos nichos da colunata da praça.

Entre 1865 e 1871, quando Florença era a capital do Reino da Itália, o Teatro Mediceano na ala leste do edifício serviu como sede do Senado, durante esse período, as estátuas renascentistas foram transferidas para o novo museu Bargello e a Galeria foi amplamente usada para exibir pinturas. Em 1889, o teatro foi dividido em dois para ser usado como espaços de exposição.

A Uffizi também sofreu grandes danos durante a Segunda Guerra Mundial, mas a maioria das obras de arte foi salva devido aos esforços de evacuação.

Galeria Uffizi - História

Renovações e expansões

Século XX

Durante esse período, a Galeria Uffizi passou por uma série de mudanças, em 1956 os arquitetos Giovanni Michelucci, Carlo Scarpa e Ignazio Gardella reorganizaram as primeiras salas da galeria.

Em 1965 a Uffizi passou por grandes reformas e expansões, incluindo a restauração do Corredor Vasari e em 1991 o Uffizi abriu o Corredor Vasari que conecta a Uffizi ao Palazzo Pitti através do Rio Arno.

O projeto de renovação da Nuovi Uffizi (Nova Uffizi) foi iniciado em 1989 para renovar e modernizar as salas e aumentar o espaço de exibição. Os sistemas de iluminação, ar condicionado e segurança foram atualizados e o museu permaneceu aberto, fechando as salas apenas quando necessário.

Em 27 de maio de 1993, a máfia siciliana realizou uma explosão de carro-bomba na Via dei Georgofili, cinco pessoas morreram no incidente e partes do palácio foram danificadas, onde cinco obras de arte no Uffizi foram destruídas, enquanto outras 30 foram danificadas. Algumas obras foram protegidas graças ao revestimento de vidro à prova de balas e sala Niobe sofreu os piores danos.

Galeria Uffizi - História

Tempos modernos

Século XXI

Em 2006, foi concluído um projeto destinado a expandir o espaço de exposição do museu de 6.000 m² para quase 13.000 m², isso permitiu que o museu exibisse muitas obras que normalmente ficavam armazenadas.

O projeto de renovação do Nuovi Uffizi (Novo Uffizi) continuou de 2015 a 2017, aumentando a capacidade para 101 salas e expandindo para áreas anteriormente usadas pelo Arquivo do Estado de Florença.

Devido à pandemia de Covid-19, o museu ficou fechado por 150 dias em 2020, apesar do fechamento, a Uffizi continuou sendo um dos museus de arte mais visitados do mundo. O museu foi reaberto em maio de 2021 após uma reforma que levou à adição de 14 novas salas e à exibição de 129 obras de arte adicionais cujo objetivo da expansão era criar espaço para grupos historicamente sub-representados, incluindo mulheres e pessoas de cor.

Quem era a família Médici?

A Casa de Médici, que colocou Florença no mapa mundial, era uma rica família de banqueiros que transformou a cidade em um centro de poder e finanças. Tendo chegado ao poder no século XIII, a família Médici, liderada por Cosimo de' Medici, era conhecida por seu patrocínio às artes, à literatura e às ciências.

Eles também foram grandes patronos da Galeria Uffizi e desempenharam um papel fundamental em seu desenvolvimento, encomendando obras de arte de alguns dos artistas mais renomados do mundo. A família é creditada por transformar Florença em um dos principais centros culturais da Europa e seu patrocínio à Uffizi foi fundamental para o cultivo de uma rica tradição artística em toda a cidade.

Arquitetura da Galeria Uffizi

Galeria Uffizi - História

O edifício Uffizi foi projetado como uma estrutura em forma de U, lembrando uma paisagem de rua. O longo corredor termina no rio Arno, onde é possível ver a Ponte Vecchio por meio de uma tela, o arquiteto do edifício foi Giorgio Vasari também projetou um corredor exclusivo que conectaria o Uffizi ao Palácio Pitti sobre a Ponte Vecchio.

A Galeria Uffizi é composta por várias salas, cada uma exibindo diferentes épocas e estilos de obras de arte da vasta coleção dos Médici. A Uffizi também abriga uma impressionante biblioteca com milhares de livros e manuscritos, bem como um teatro usado para sediar eventos especiais durante todo o ano, tornando a Uffizi um belo exemplo da arquitetura renascentista e é um dos edifícios mais icônicos de Florença.

Galeria Uffizi hoje

Atualmente a Uffizi é uma das galerias de arte mais visitadas do mundo e continua sendo uma das principais atrações turísticas de Florença, as exposições da Uffizi exibem obras de arte de todos os períodos, desde esculturas gregas antigas até obras-primas do século XX. Um belo exemplo da arquitetura renascentista, a Uffizi continua a ser uma grande fonte de orgulho para a cidade, com uma impressionante coleção, combinada com sua rica história, fazendo dela uma das galerias de arte mais renomadas do mundo.




Escolha os seus ingressos para a Galeria Uffizi

Ingressos para a Galeria Uffizi com horário marcado
Confirmação imediata
Ingressos eletrônicos
Duração flexível
Audioguia
Mais detalhes
a partir de
€ 19,90
Visita guiada sem fila à Galeria Uffizi
Cancelamento gratuito
Ingressos eletrônicos
1 h 30 min.
Tour guiado
Mais detalhes
a partir de
€ 50
Combo (Economize 5%): Galeria Uffizi + Galeria da Academia + Ingressos para a Praça da Catedral de Florença
Confirmação imediata
Ingressos eletrônicos
Duração flexível
Mais detalhes
a partir de
€ 76,86
Visita guiada VIP para pequenos grupos à Galeria Uffizi
Cancelamento gratuito
Confirmação imediata
Ingressos eletrônicos
2 h 30 min. - 3 h
Tour guiado
Mais detalhes
a partir de
€ 69

História da Galeria Uffizi - Perguntas frequentes

O que há de histórico na Galeria Uffizi?

Construída em 1560 por Giorgio Vasari e encomendada pela família Medici, a Uffizi é uma das galerias de arte mais antigas do mundo e sua coleção inclui uma variedade de obras de arte de diferentes épocas.

Quem era a família Médici?

A família Médici foi uma poderosa e influente dinastia florentina que ganhou destaque no século XIV, eles foram grandes patronos da Uffizi, encomendando obras de arte de alguns dos artistas mais renomados do mundo e transformando Florença em um dos principais centros culturais da Europa.

Por que a família Médici era famosa?

A família Médici era uma rica família de banqueiros e amantes da arte que financiou projetos renascentistas na Europa, eles frequentemente recebiam artistas e encomendavam obras de arte para seus palácios e túmulos familiares, incluindo a Capela Médici, a obra-prima de Michelangelo.

Onde está a família Médici atualmente?

O último governante dos Médici morreu sem um herdeiro do sexo masculino em 1737, encerrando a dinastia da família após quase três séculos, embora alguns descendentes da família Médici ainda estejam vivos e ativos em vários campos, eles não detêm mais nenhum poder ou autoridade formal. Alguns membros da família Médici também se envolveram em atividades filantrópicas e outros continuaram a manter uma conexão com as artes e o patrimônio cultural de Florença.

Quanto tempo levou para construir a Galeria Uffizi?

A Galeria Uffizi foi encomendada em 1560 e levou quatro anos para ser construída, ela foi projetada pelo arquiteto Giorgio Vasari e construída para a família Médici para servir como seus escritórios administrativos. A Uffizi permaneceu como um escritório público até ser convertida em uma galeria de arte em 1584.

O que era a Galeria Uffizi antes de ser um museu?

A Uffizi foi originalmente construída para ser o escritório administrativo da família Médici e foi chamado de Uffizi, que significa "escritórios". Foi somente em 1584, quase 25 anos após sua conclusão, que a Uffizi foi convertida em uma galeria de arte.

Quando a Uffizi se tornou uma galeria?

A Galeria Uffizi foi oficialmente aberta ao público em 1765, antes disso, o segundo andar do edifício Uffizi era usado como uma galeria de arte particular da família Médici. Durante o reinado de Francesco I de' Medici, Grão-Duque da Toscana, uma galeria foi criada no segundo andar do edifício, organizando as obras de arte em um estilo de museu. No entanto, foi somente em meados do século XVIII que a galeria foi aberta ao público.

Quando a Galeria Uffizi foi aberta ao público?

A Uffizi foi aberta ao público em 1769.

Qual é a importância da Galeria Uffizi?

A Uffizi é uma atração icônica em Florença, sua longa história e impressionante coleção fazem dela uma das galerias de arte mais renomadas do mundo. A Uffizi desempenhou um papel fundamental na transformação de Florença em um dos principais centros culturais da Europa.

Que tipo de obra de arte a Uffizi apresenta?

A Galeria Uffizi possui uma variedade de obras de arte de diferentes épocas, desde esculturas gregas antigas até obras-primas do século XX.

Qual é a pintura mais antiga da Galeria Uffizi?

A Cruz 432, nomeada após seu número de inventário em 1890, é considerada uma das pinturas mais antigas da Galeria Uffizi. Trata-se de uma pintura a têmpera sobre painel, representando uma cena de crucificação com Maria e São João Evangelista ladeando a cruz, acredita-se que a pintura tenha sido criada por um mestre toscano anônimo nascido antes de 1200.

Saiba mais